Projeto vou te contar - Profissões

domingo, outubro 20, 2013

Olá amores, tudo bem?

Finalmente chegamos no dia 20. Bom, todo dia 20 eu e mais um grupo de blogueiras postamos um texto (qualquer gênero literário) de nossa autoria em nossos respectivos blogs.
E o tema escolhido para esse mês foi : Profissões.

Então, vamos parar de mimimi e vamos para o texto. :)



Profissional e pessoal

Desde os meus cinco anos de idade, eu gostava de imaginar como seria o meu futuro.
Nessa faixa etária, eu me imaginava nas telas da TV, nas capas de jornais e revistas como uma promissora atriz/modelo/cantora/bailarina.
Aos sete anos percebi que não conseguiria ser tudo isso, então optei em sonhar ser uma exímia cantora/bailarina. E decidi que um dia eu teria um irmão mais novo que iria montar uma dupla comigo e assim eu seria a nova Sandy. Obviamente, um ano depois eu estava desistindo da ideia, já que eu era filha única.

Com dez anos decidi que seria Advogada. Quando soube que teria que ler livros enormes que não falavam sobre aventuras mas sim sobre leis que mudavam constantemente... Resolvi que queria ser química, trabalharia em um super laboratório e inventaria formulas "mágicas" que mudariam a vida dos seres humanos.
E aí bastou que eu tivesse minha primeira aula de química na oitava série para que eu desistisse da brilhante ideia.
Então, com 13 anos sentei na frente de um computador em uma lan house e fiz meu primeiro teste vocacional. E assim, descobri que a área que mais se encaixava comigo era "Artes", me senti chateada pois não havia nenhum curso técnico que eu gostasse que envolvesse artes. Então eu comecei a pesquisar sobre profissões e escolas técnicas. E foi assim que descobri que eu queria ser Publicitària.
Com 14 anos, fiz uma prova para uma escola técnica que oferecia o curso de Propaganda e Marketing, passei na prova. E achava que já estava com meu futuro traçado.
Bom, meu planejamento era:  me formar no Técnico com 17 anos, entrar na faculdade com 18 e antes dos 24 anos trabalhar na "DM9DDB".


Eu com 16 ou 17 anos. ^^

Obviamente, isso não aconteceu. E com 16 anos decidi que queria ser Jornalista. Um ano depois mudei de ideia e tive a certeza que eu queria ser psicóloga e nesse mesmo ano tive certeza de que eu era péssima com física, pois havia ficado em dependência nessa bendita matéria.Ou seja, adeus sonho de fazer faculdade com 18. E foi aí que minha vida deu um giro completo, pois eu não podia trabalhar em nada o que eu queria enquanto estivesse fazendo a bendita matéria. Então me matriculei em um pré vestibular, mas logo veio a dificuldade financeira e eu não tinha como pagar o pré.
Então tive a ideia de comprar bijuterias e vender na porta de casa para com esse dinheiro poder pagar meu pré vestibular.
O dinheiro não foi suficiente e tive que trancar a matrícula no pré, mas foi melhor assim. Pois minha vó estava ficando muito doente e precisava da  minha ajuda. 9 meses depois, minha vó que era meu porto seguro entrou em coma no dia anterior à minha prova final de física. Juro, que até hoje não sei como consegui fazer a prova. Bom, na semana seguinte ela saiu do coma e ainda no hospital pediu que minha tia comprasse um anel de formatura para mim, pois ela tinha certeza que eu passaria em física.
Minha tia me deu o anel e no mesmo dia minha vó faleceu. E adivinhem só? No dia seguinte eu tinha que ir até a escola receber à resposta se eu havia passado. E graças a Deus, minha vó estava certa eu havia passado. Juro que nunca chorei tanto quanto chorei nesse dia.

Enfim, menos de um mês depois do falecimento de minha vó. Começaram as cobranças, de quando eu entraria na faculdade ou começaria à trabalhar.
Viver sem minha vó, ainda era muito difícil pra mim. Mas sempre que eu falava isso para as pessoas que me faziam esses questionamentos, eles me diziam que isso era besteira e que eu era muito nova pra isso. Sendo, que eu nunca tinha tido contado com à morte de um parente próximo antes.
Mas enfim, no meio de tanta cobranças decidi colocar currículos em lojas, afinal de contas às pessoas deveriam estar certas e eu errada.
Bom, foi assim que eu sem preparo algum e com meu emocional hiper abalado, fui parar no estoque de uma loja. Sem dúvida nenhuma foi o pior lugar que já estive em minha vida, o local era excessivamente quente, cheirava à poeira e baratas, a água tinha cheiro de inseticida, o chão era forrado de plástico preto e as funcionárias não me deram nenhuma instrução à não ser dobre todas as peças de roupa sozinha.

Obviamente eu pedi para sair no mesmo dia. E aí a cobranças só aumentaram, pois agora eu era à menina "mimada" que não fazia faculdade e além de tudo não tinha aguentado nem um dia de trabalho direito.
A minha sorte é que minha mãe e meu namorado entendiam que eu estava passando por um momento difícil, porém as dificuldades financeiras estavam começando à aparecer, e então lembrei das bijuterias que eu havia vendido no ano anterior. E mais uma vez decidi comprar várias coisas e vender para ajudar minha mãe nas finanças.
Mas eu mesma não acreditava que o que eu fazia era uma profissão ou um trabalho. E as cobranças por um "emprego decente" continuaram. Então, acabei tendo que procurar uma psicóloga e fazer terapia.
E foi assim que comecei a enxergar que "vender" era meu trabalho sim e que eu podia fazer "aquilo" se transformar em uma loja. Bastava que eu mesma acreditasse, me empenhasse e colocasse minha fé naquele projeto. E foi assim que surgiu a Feirinha da Laranja.
No inicio eu não sabia muito bem o que fazer, mas conforme o tempo foi passando eu fui me empenhando, fui criando meu horário de trabalho, fui fazendo pesquisas, escolhas e até cursos.
E hoje posso dizer que a Feirinha da Laranja é uma empresa registrada, hoje sou reconhecida como uma pessoa jurídica, tenho curso de ecommerce reconhecido no país inteiro, me sinto realizada profissionalmente e posso ajudar minha mãe nas finanças.
E também sei que esse é só o inicio da minha vida profissional. ^^

E aí, gostaram? Vocês também já passaram por algo parecido? Contem pra mim nos comentários.
Beijinhos e até a próxima!

You Might Also Like

10 comentários

Comentário(s)
10 Comentário(s)
  1. muito esclarecedor... Nunca tive duvidas sobre o que eu gostaria de ser, mas agora bate aquele nervoso....
    Beijão
    http://www.lynnkumoruna.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lynn. Tudo bem? :)
      Conforme vamos crescendo, vamos começando a ficarmos mais preocupados com essa parte, né? ^^
      Beijinhos e obrigado pela visita.

      Excluir
  2. Adorei sua história para escolha de profissões, Luisa! Estou em um ano decisivo para escolher a profissão e a faculdade, fiz a postagem no Meu Filme virou Livro sobre as profissões que já quis ser, e quais filmes se relacionam com elas, depois confere lá.

    Meu Filme virou Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju! Tudo bem? :)
      Que bom que você gostou, fico feliz. ^^
      Amei essa ideia que você teve, eu vi a postagem mas não lembro se comentei. Bom, agora vou no seu blog com mais calma. A te desejo muita sorte no Enem.
      Beijinhos e obrigado pela visita.

      Excluir
  3. Eu sempre tive dúvidas, mas decidi cursar ADM e amo, estou no final do 6º semestre.

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Iasmin, tudo bem?
      Poxa que legal, tem gostado do curso?
      Beijinhos e muito obrigado pela visita.

      Excluir
  4. Na verdade acho a escolha da profissão tão difícil. Nem sempre as pessoas estão maduras para optar que carreira seguir.

    Boa semana!
    Big Beijos
    Lulu
    http://luluonthesky.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lulu, Tudo bem? :)
      Também acho super complicada, mas com o tempo nós conseguímos escolher o melhor caminho.
      Mil beijinhos e obrigado pela visita. ^^

      Excluir
  5. Oiie! :)
    Adorei seu texto, realmente valeu tanta indecisão , tristeza e dificuldades para conseguir seu sucesso. :D Parabéns, que a Feirinha da Laranja tenha muito sucesso !
    Já decidi o que quero ser da vida , mas tenho certeza que antes de terminar o ensino médio já mudei total de opnião! hihi E bate aí , também sou uma negação em Física (eita matéria chata) hihi !
    Beijoocas flor, ótimo post! :*

    http://meuuniversox.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Babi, tudo bem? :)
      Muito obrigado. Amém. <3
      HAHA, me identifiquei. rs
      Mil beijinhos e muito obrigado pela visita.

      Excluir

Deixe seu comentário