Páginas

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Look do Dia - Street

Oi gente, tudo bem?
Quanto tempo que não venho aqui no blog, hein? Desde o último post, algumas coisas mudaram.
Prometo que em breve farei uma postagem sobre isso, mas o foco de hoje não é esse.

Hoje gostaria de compartilhar com vocês, um look que eu tenho AMADO usar. Inclusive já usei em alguns eventos. Ele tem uma pegada bem street e bem confortável; duas coisas que eu tenho usado bastante.
Ah, e as fotos foram tiradas em uma ruazinha próxima a praia de Geribá em Búzios. Fiquei APAIXONADA pelos grafites, queria tanto morar por lá. :(

Enfim, vamos as fotos!

Essa blusa mara é da Renner
O piercing de septo é fake, e é de uma lojinha da China. 
A calça boyfriend também é da Renner e o tênis é da Moleca. 

Pra fazer aquele "charme", peguei uma jaqueta que era da minha mãe. O bacana é que ela é em um jeans bem leve. ;)
Querem post sobre a tinta que tenho usado? Comentem! <3


E aí, gostaram do look?
E da parede? E das fotos?
Já foram em Búzios? Usariam esse look?
Contem TUDO pra mim, monamour!

Beijos e até a próxima! <3

sábado, 11 de junho de 2016

10 Músicas Nacionais para o Dia dos Namorados

Oi gente, estamos no clima mais meloso do ano, sim meu povo, dia dos namorados. Pros solteiros guerreiros? Balada! Pros preguiçosos assim como eu descansar o corpitxo e dormir muito,mas se você é solteiro e tá encanado,tem chocolate,lencinhos e netflix,né mesmo? 


Foi justamente pensando no dia mais amorzinho do ano, que selecionei 10 músicas para ouvir do lado da sua pessoa amada, todas são MPB e eu podia fazer um post com 300 músicas, por que amor é coisa que dá inspiração, né non?
Então vem comigo, por que não utilizei essa foto tão cute cute de Vitu mais Dona Laranja a toa não.

Vanguart - Demorou pra ser

''Você é a vida da minha vida...''
 



Tiago Iorc - Amei te ver

''E ali me deixo inteiro, eu amei te ver''



Nando Reis e Ana Canas - Pra você guardei amor

''O amor que tive e recebi e hoje posso dar livre e feliz''

 

Marcelo Jeneci  - Pra sonhar


''Largo tudo se a gente se casar domingo''

 

Jorge Vercillo - Do jeito que for


''Não me lembro de nada que mais se pareça com o amor como lembro de ti''


Cícero - De passagem 

''Na estação do acaso eu encontrei o meu bem''



Seu Jorge - Seu olhar

''Foi o seu olhar o que me encantou quero um pouco mais desse seu amor''


Tulipa Ruiz - Só sei dançar com você

''Só sei dançar com você, isso é o que o amor faz''



Rita Lee - Mania de você

''Nada melhor do que não fazer nada só pra deitar e rolar com você''

(ps: o clipe é brega , mas foi o melhor audio que eu encontrei)

Djavan - Azul

''O amor é azulzinho''




 Espero que tenham gostado.
Beijos e até o meu próximo post

domingo, 29 de maio de 2016

Preciso


Não posso fingir que nada aconteceu e que nada acontece.
Há exatos onze minutos, uma mulher teve sua intimidade violada. Houve agressão, dilaceraram sua alma. Seus sonhos? Se tornaram inexistentes
Sua auto estima, sua imagem, seus direitos, sua mente e seu corpo foram mutilados.

Há exatos onze minutos, uma mulher foi tratada como um objeto hiper sexualizado. Teve suas vestes rasgadas com voracidade e covardia. Sentiu nojo de si própria e desejou estar morta

Há exatos onze minutos, ela se tornou mais uma vítima da cultura do estupro, mais um número nas estatísticas, mais uma mulher que será julgada pela roupa que usava antes de tal barbárie.
Mais uma que será jogada na sarjeta, que será vista como culpada da violência que ela é vítima.

Mulher que talvez nunca mais consiga confiar em alguém do sexo oposto, mulher que talvez não sinta mais prazer, que talvez se afunde em um mar de escuridão e se torne depressiva. Mulher que talvez não suporte a pressão de conviver com a dor...

Se passaram onze minutos desde que comecei a escrever, e mais uma mulher foi vítima de estupro.

Obs: A cada onze minutos, uma mulher é vítima de estupro no Brasil. É preciso falarmos sobre a cultura do estupro, é preciso falarmos sobre  quanto somos culpabilizadas, é preciso falar sobre o silenciamento, é preciso no unirmos e acalentarmos nossas irmãs.
Manas, vocês não estão sozinhas. Juntas somos melhores. <3

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Viver é arte, conectar-se, faz parte!



O quanto somos virtuais em nossa vida real?
Você não deve tá entendendo nada,né? Então deixa eu explicar.
No último fim de semana estive num show, e não somente tomei um choque, como me questionei até que ponto a tecnologia  tem nos afastado de quem está do nosso lado.Enquanto a banda tocava, via pessoas esticando os braços procurando o melhor ângulo para filmar, fotografar  enquanto abriam todos aplicativos existentes para mostrar que estavam ali.
Me desculpem, mas não estavam.Pelo menos não por inteiro. 
Somos a geração do expresso,queremos ser notados.
Não,não estou sendo hipócrita, tenho um blog , sou colunista deste, lógico que escrevo buscando por leitores, mas não é só isso , sabe? 
Eu quero ser muito mais que uma contagem de likes nas fotos, quero me achar tão bonita como diz minha tia em um comentário no facebook, quero que as pessoas se identifiquem comigo,ou se não, que me digam no que discordam para que juntas possamos crescer.
Quero  ter vivas memórias daquilo que presenciei,quero ter o prazer de lembrar de algo acessando a memória interna.Sim,a minha, não a do celular. Não quero estar presente, me fazendo ausente.
Quero ter registros breves que tragam lembranças afetivas,mas que não sejam como material morto do que não vivi por completo. Afinal um vídeo da minha música favorita diz muita coisa,quando eu esqueci de dançar, cantar ,ali na hora e no ato?
Entenda.Não  estou dizendo pra que todos vivam como se a internet,não fosse hoje,como um terceiro braço,como se todas essas coisas não existissem.  
Viver diz muito mais do que você viu,construiu,integrou.Viver é dar o melhor e fazer o melhor que conseguir, vejam, isso também não implica em jamais fracassar.
Não há nenhum filtro que dê jeito num minuto de existência desperdiçada.Não é normal brigar por que alguém não lembrou de curtir sua foto, ou ficar chateado por que não alcança um padrão x , o comum pode não ser normal,lembre disso.
Pratique viver, além dos likes, pratique tocar mais do que usar o touch do celular, experimente elogiar pessoalmente.
Encurte distâncias, mas não esqueça de olhar no olho quem você tem por perto, busque sentir a presença do outro,faça com que ele sinta a sua também.
Já viu o quanto é bonito quando o outro se desconecta de tudo só pra se conectar com você?
Viver é mais que touch, viver é toque!Viver é mais que ter,viver é ser! Viver é mais que like, a vida é arte.
Espero que você seja um bom artista também!

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Resenha A 5ª Onda


Oi gente, tudo bem? Andei ausente pois peguei zika e depois chicungunya. :(
Ainda estou me recuperando, mas já estou beem melhor. Continuem enviando boas energias, ok?

Bom, o post de hoje é uma resenha cinematográfica. Falaremos sobre o filme: " A 5ª Onda".

Inspirado no livro "The 5 Wave", o filme se passa num futuro não muito distante e conta a história de 'Cassie'; uma adolescente que vê sua vida mudar drasticamente após uma invasão alienígena ao planeta terra.

 
A invasão é dividida em 5 partes, que no filme( não posso falar do livro, visto que não o li.) são chamadas de "ondas".
Na primeira onda, são cortadas qualquer forma de energia da terra.
Na segunda, ondas gigantes (tsunamis) atingem vários países e matam várias pessoas.
Já na terceira, as aves passam a transmitir uma gripe que dizima boa parte da população.
Na quarta, os aliens se infiltram entre os humanos que restaram na terra.
E pra descobrir a 5ª, só assistindo ao filme! É, monamour! Aqui não trabalhamos com SPOILER!


Enfim, gostei do filme. Mas ele está longe de entrar na minha lista de favoritos.
Achei os efeitos especiais "bacaninhas", porém achei o inicio muito corrido. Acredito que se o enredo fosse um pouquinho mais arrastado, daria pra curtir mais os efeitos gráficos. E talvez não daria a sensação de : " Estão correndo com esse trem. Será que no final terá história pra preencher?"

Também achei as resoluções muito clichês. Logo nos primeiros 20 minutos, eu já havia descoberto todo o desenrolar do filme. O que acabou deixando o final um pouco sem graça.
A atuação dos atores é bem "ok", a direção não é surpreendente mas também não é ruim.

Então em resumo, é um filme ok. O que acaba decepcionando um pouco, já que a história tem tudo pra ser surpreendente mas não é.
É um filme que recomendo pra ser assistido sem grandes expectativas.

Mas e você? Já assistiu?
Já leu o livro?
O que achou?
Conta pra mim!

Mil beijinhos e até a próxima!

segunda-feira, 25 de abril de 2016

10 Youtubers Cacheadas - Pra todo tipo de cacho!





Oi genteee, no meu segundo post como colaboradora do blog venho trazer um dos  assuntos que mais curto, que é cabelos. Bom, eu sou cacheada, a dona Laranja também, nada mais comum que a gente se dedique a fazer conteúdos para as cacheadas e crespas que acompanham tanto o blog como o canal.

Daí selecionei 10,sim deeez youtubers cacheadas!!! Porque a gente sabe que cada cacho exige um cuidado específico,mas por outro lado, tem coisas que servem para em geral,todos os cachos. Foi assim que selecionei  essas mulheres lindas,empoderadas e seguras de si gado da thaynaraog detect ,cada uma com sua singularidade, desde as mais crespas até aquelas com cachos mais largos.

Pro post não ficar enorme, preferi não comentar sobre cada uma,mas deixei o link de cada canal no nome delas, simples só clicar.Garanto que não vão se arrepender, só canal maravilhoso,com dicas ótimas.

Mas bora lá a lista!




Luci Gonçalves




Luany Cristina




Daniela Santos

  

Ana Lídia Lopes



Nina Gabriella

 

Nath Barros



Buh caixeiro




Jeu  Dantas



 Steffany Borges



Daianne Possoly



Mas agora eu quero saber de vocês. 
Já conhecia alguma delas? Gostou das indicações?
Beijos e até o próximo post

terça-feira, 12 de abril de 2016

Resenha - Trocando os Pés


Oi gente, tudo bem?
No final de semana passada, reuni a família em casa pra vermos um filme.
O filme escolhido foi o " Trocando os Pés" do Adam Sandler e hoje venho contar pra vocês a minha opinião sobre ele.

Adam Sandler, interpreta um sapateiro que não sente prazer algum em seu ofício. O personagem não possui muitas ambições, mora com a mãe (uma senhora bem idosa), vive reclamando de tudo, praticamente não possui amigos e muita das vezes passa a imagem de que ele se inferioriza. Sabe aquela pessoa que se sente a batata murcha do fast food? Então, Max (personagem de Adam) se comporta dessa maneira.



No inicio, o roteiro foca basicamente nos temas citados anteriormente. Temos algumas pinceladas de urbanização, especulação imobiliária e da importância dos patrimônios culturais. Mas esses assuntos acabam sendo abordados de maneira bem suave ( até mesmo sútil) e humorada. O que não atrapalha em nada na trama, muito pelo contrário.

Max, vê sua vida mudar quando a maquina de costura quebra e ele não consegue conserta-la.
Aí a saída, é usar uma máquina antiga, que havia sido passada de geração em geração. O interessante é que essa máquina possui uma certa magia, ela faz com que a pessoa que coloque os sapatos que foram consertados nela; se transforme (fisicamente) no dono do calçado. Ou seja, se você consertar um sapato (de outra pessoa) e depois for calça-lo, sua aparência será idêntica ao do dono do calçado.

Já imaginam a confusão que isso pode dar, né?


O filme é divertido mas possui um toque de "Click". Inclusive, eu diria que a ideia do filme é bem próxima ao do "Click", mas "Trocando os pés" acaba pecando em algumas partes  e não se torna um filme realmente bom.
Acredito que se tivessem apostado em personagens menos clichês e em reviravoltas menos óbvias, o filme ficaria no nível do "primo-click".

Porém mesmo assim eu gostei, ri , distrai e fiquei com uma sensação de "acabei de assistir um filme bacana na sessão da tarde."
É um filme que eu recomendo pra assistir com  a família em um Domingo a tarde com muita pipoca do lado. :)

E você? Já assistiu esse filme?
Gostou?
Conta pra mim!
Beijos e até a próxima!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...